As declarações de Luís Filipe Vieira após o 'dérbi' de Alvalade da época passada podem levar o presidente do Benfica a ser castigado pelo Conselho de Disciplina da FPF a uma suspensão de dois meses a dois anos.

De acordo com a informação veiculada esta segunda-feira pelo jornal O JOGO, a decisão do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol poderá ser conhecida já esta terça-feira com o presidente do Benfica a incorrer numa pena de suspensão de dois meses a dois anos.

Em causa está uma participação feita pelo Sporting após as declarações de Luís Filipe Vieira a 24 de abril de 2017 em que comparou Bruno de Carvalho ao ex-presidente do Benfica, João Vale e Azevedo.

"As pessoas têm de pensar muito no que estão a fazer. Não podem mandar as pedras e depois esconder as mãos. Há 15 ou 16 anos tivemos, dentro da nossa casa, um mentiroso compulsivo e um demagogo e soubemos recuperar o Benfica e trazê-lo para onde está hoje. Hoje, quando recebi a carta do Sporting, recordei-me desses tempos, de gente populista e mentirosa compulsiva", afirmou Luís Filipe Vieira depois de tecer comentários sobre a morte de um adepto italiano do Sporting na madrugada que antecedeu o 'dérbi' de Alvalade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.