O presidente do Benfica nega qualquer dívida a Caixa Geral de Depósitos. Luís Filipe Vieira assegura que "pagou tudo o que tinha rigorosamente acordado" com a Caixa Geral de de Depósitos", e que nada deve ao banco, contrariando assim uma notícia do jornal 'Correio da Manhã'. O referido jornal escreve que a CGF corre sérios riscos de perer 24,5 milhões de euros num negócio que realizou em 2012 com Luís Filipe Vieira.

Eis o comunicado de Luís Filipe Vieria

"1 – Ao contrário do que hoje o Correio da Manha noticia em manchete é falso que a CGD tenha perdido 24,5 milhões de euros devido a um acordo comigo como inclusive, se pode provar pelo próprio texto do corpo da noticia.

2 – Na verdade, na ocasião do referido acordou, paguei tudo o que tinha rigorosamente acordado com a referida entidade e nada fiquei a dever à CGD, como atualmente nada devo.

3 – Nesse sentido é totalmente falsa qualquer insinuação de qualquer tipo de perdão, ou que o acordo que na altura foi feito, seja a causa da perda de 24,5 milhões de euros por parte da CGD.

4 – Se o Fundo citado foi agora à falência, deve-se única e exclusivamente a quem ficou responsável pela sua posterior gestão.

5 – Não posso deixar de manifestar a minha estranheza, pelo facto da Administração do Grupo Cofina, uma vez mais tenha dado cobertura a este tipo de noticias de manchetes falsas e caluniosas, inclusive neste caso, facilmente provado pelo próprio texto do corpo da noticia que tudo descreve de forma correta. Que na altura cumpri com tudo o que era exigível e que nada ficou em divida.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.