Em entrevista à BTV, Luís Filipe Vieira abordou os efeitos da pandemia de COVID-19 e da paragem do futebol no clube encarnado.

"Estamos preparados para os próximos cinco meses. Importante é ter dinheiro, porque não sabemos o que vem aí. Não queremos incumprir com ninguém. Temos de manter, em que tenhamos de trabalhar vida e noite. Se não houver competições europeias vamos ter um problema gravíssimo. Até ao momento, 20 a 25 milhões de euros perdidos é certo", disse.

Questionado sobre a necessidade de vender jogadores, o líder 'encarnado' frisou que o Benfica não precisa de vender jogadores, revelando ainda que em janeiro recebeu uma proposta por Vínicius que recusou.

"À data de hoje o Benfica não precisa de vender. Recebi uma proposta de 60 milhões pelo Vinícius e não o vendi. Não foi agora foi em janeiro", disse.

O líder 'encarnado' revelou ainda o encaixe de 200 milhões de euros que o clube tinha previsto.

"O Benfica este ano, se não fosse a pandemia, tinha dois jogadores praticamente vendidos por 100 milhões de euros cada um, 200 milhões. [Um encaixe] que estava mais que previsto. Não vale a pena falar nisso, não adianta nada deste momento", afirmou.

Questionado sobre a OPA à SAD que a CMVM acabou por chumbar, Luís Filipe Vieira destacou a transparência que o clube teve com a Comissão de Mercado.

"A OPA foi chumbada mas foi por uma parte técnica, os nossos juristas é que sabem, mas que não afeta a credibilidade do Benfica. Há uma coisa que a CMVM sabe: o Benfica foi completamente transparente, quem esteve nessa negociação foi transparente em toda a informação. A CMVM até realçou a inovação que era um clube a fazer uma OPA às suas próprias ações", disse, frisando contudo, a necessidade do Benfica deter mais de 95% da SAD.

"O Benfica tem de ter 95 ou 97 por cento da SAD. Anos mais tarde vão dizer que tive a visão certo. Não tenho três investidores, mas quero três baluartes como o Bayern Munique. Se desenvolvermos um projeto desse tipo não ficamos nas mãos deles, eles serão os fieis da balança para que nunca mais voltemos ao ponto em que estivemos", afirmou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.