Luisão considera que a grande figura do 37.º título do Benfica foi André Almeida. Em entrevista ao jornal A BOLA, o antigo defesa central explicou o porquê desta escolha.

"Há muitas [figuras], vemos o Pizzi a ganhar prémios, vemos os jogadores da formação, que é uma mais-valia do Benfica, e temos muitos jogadores da formação, mas apontaria o André Almeida", começou por dizer.

"Mesmo com o adepto, por vezes, criticando algumas fases, ele manteve sempre aquela força, passou sempre aquela mística do Benfica de dentro para fora (...) No futebol, a nota artística é muito bonita, mas temos de valorizar também aquele jogador que está sempre ali lesionado ou numa forma mais abaixo, mas que se esforça no dia a dia. André Almeida, nesse ponto, é o que fica do título, é a minha visão", justificou.

Sobre o futuro de Jonas, Luisão acredita que o avançado tomará a melhor decisão: "A decisão de terminar a carreira está mais do lado de Jonas, porque o Benfica é um clube que tem um presidente que dá oportunidade para que o jogador se expresse e pense naquilo que é melhor para o jogador. Não impõe nada."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.