O candidato à presidência do Sporting Pedro Madeira Rodrigues assinou hoje um acordo com o sheik Badr Al-Samah para a garantia de investimento de 120 milhões de euros e o compromisso de uma parceria de longo prazo.

O gestor, de 47 anos, apresentou publicamente o investidor, natural do Kuwait, depois de assumir conversações com outros representantes também do Médio Oriente, e deixou a promessa de que a entrada em cena deste investidor não coloca em risco o controlo da SAD 'leonina' no futuro.

"O Sporting precisa deste apoio. Iremos ao mercado em novembro fazer um empréstimo de 60 milhões de euros e depois em abril ou maio outros 60 milhões. Explicámos o projeto, um projeto que vai ser sustentável financeiramente no futuro. Olha para o futuro e também vê o passado: 112 anos de história. O Sporting é uma marca muito apetecível", disse.

Pedro Madeira Rodrigues esclareceu também ter informado o investidor da atual situação do clube, nomeadamente o processo que levou à destituição do anterior presidente, Bruno de Carvalho, e à marcação de eleições antecipadas, ainda que "sem entrar em pormenores", mas que tal não preocupou o sheikh.

O candidato à presidência do clube, cujas eleições estão marcadas para 08 de setembro, designou ainda a assinatura deste memorando de entendimento como "o princípio de outros apoios" para o Sporting.

"Só arrancámos para esta eleição tendo a certeza de uma solução financeira imediata para o clube. A situação de tesouraria não é famosa e temos também o interesse em comprar as VMOC [valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis] e ficar com quase 90 por cento do capital da SAD. Vamos ao mercado com uma garantia", declarou.

Com uma faturação anual na ordem dos 1,5 mil milhões de dólares, o grupo liderado por Badr Al-Samah, que opera sobretudo na área do petróleo, encara o clube de Alvalade como "um negócio para ganhar e não uma obra de ação social".

"Confiamos na marca Sporting e neste projeto. Não é nossa intenção sermos proprietários do Sporting. Confiamos na candidatura de Pedro Madeira Rodrigues e entrar no projeto do Sporting é uma boa oportunidade. Estamos aqui para fazer uma parceria a longo prazo e vamos trabalhar de perto com a administração", afirmou o sheikh.

Já o vice-presidente para as Finanças e Relações Internacionais da lista de Madeira Rodrigues, Imran Mhomed, agradeceu o apoio do investidor árabe e vincou a vontade de internacionalizar a marca 'leonina', tendo os olhos postos no Médio Oriente.

"O Sporting é um grande clube e esta candidatura já fez grandes esforços. Temos parcerias com investidores e grupos da Arábia Saudita, Kuwait, Omã e Emirados Árabes Unidos. Vamos internacionalizar a marca do Sporting de uma forma profissional. Com esta parceria, vamos ser um clube de referência no Médio Oriente. Vamos ter uma equipa no próximo ano capaz de fazer frente às melhores da Europa", frisou.

A terminar, Madeira Rodrigues reiterou a determinação de deixar o Sporting "menos dependente das transferências" e a convicção de que os 'leões' serão ressarcidos financeiramente nos processos de rescisão de jogadores neste defeso.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.