O candidato da Lista A às eleições presidenciais do Sporting, Pedro Madeira Rodrigues, exerceu o seu voto logo de manhã cedo e em declarações aos jornalistas presentes em Alvalade fez questão de esclarecer alguns dos tópicos que marcaram a campanha eleitoral, nomeadamente a saída de Jorge Jesus do comando técnico caso venha a tornar-se presidente do clube de Alvalade.

"Já disse, não vou demiti-lo. Na segunda-feira vamos falar sobre isso, vamos resolver as coisas sem problema", afirmou Madeira Rodrigues.

Questionado sobre qual será a sua primeira medida enquanto presidente do Sporting, Madeira Rodrigues esclareceu que provavelmente será a questão do fosso de Alvalade: "A tomada de posse não é logo no primeiro dia. Mas vou começar logo a tratar da questão do fosso, já farta".

Em relação à questão da contratação de Taison, o candidato à Lista A esclareceu que 'não tem qualquer dúvida em relação à contratação do jogador do Shakhtar.

"Não tenho qualquer dúvida em relação a isso. É um jogador que tem contrato com o Shakhtar, mas para dizer o que disse ontem, alguma coisa aconteceu", atirou Madeira Rodrigues.

Sobre a afluência às urnas, o candidato da Lista A mostrou-se satisfeito pela 'vitalidade' que se vive no clube.

"Fico muito contente de ver aqui estas grandes filas, é um bom sinal da vitalidade do clube. Democracia é que é importante", atirou Madeira Rodrigues.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.