Pedro Madeira Rodrigues afirmou que pretende ter acesso às contas do Sporting para uma nova auditoria forense às mesmas. O antigo candidato à presidência do Sporting revelou a resposta do clube ao primeiro pedido de uma auditoria onde está implícito a existência de custos extras.

Como resposta, Madeira Rodrigues afirma que pretende uma análise diferente da habitual e rejeita a existência de custos extra que seriam suportados por si.

“O âmbito e o protocolo do processo de auditoria que solicito são diferentes do que tem sido rotina no Sporting. Tratando-se de uma auditoria forense sobre aquisições e alienações específicas de direitos económicos e desportivos de profissionais de futebol, vai muito para além das habituais análises económico-financeiras. Sendo assim, não posso estar de acordo com a necessidade de se manter o âmbito e protocolo do processo habitual de auditoria que, pela minha interpretação, é o que me pede na carta enviada", pode ler-se em declarações reproduzidas pelo jornal O Jogo.

Recorde-se de que Pedro Madeira Rodrigues tinha pedido uma avaliação das contas do Sporting com o intuito de avaliar a administração de Bruno de Carvalho, atual presidente do Sporting e vencedor das eleições onde Madeira Rodrigues foi derrotado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.