O Málaga derrotou este sábado o Celta de Vigo, por 2-0, subindo ao 10.º lugar da liga espanhola de futebol, de que se disputa este fim de semana a 18.ª jornada.

Com Duda a ser utilizado nos últimos minutos no estádio de La Rosaleda e Ricardo Horta a não sair do banco, o Málaga garantiu a sua quarta vitória em cinco jornadas, prosseguindo uma recuperação espetacular, que o levou dos últimos lugares para o meio da tabela, com 23 pontos.

Charles, aos oito, e Albentosa, aos 26, marcaram os golos do Málaga, que até podia ter triunfado por margem maior, já que Amrabat falhou uma grande penalidade, aos 66.

Antes do jogo de Málaga, o Atlético de Madrid isolara-se no primeiro lugar, depois de bater o Levante, lanterna-vermelha da prova, por 1-0, com um golo algo estranho do ganês Partey.

Ainda mais cedo, a jornada tinha arrancado com o dérbi de Barcelona, que terminou com um 'nulo' e o Espanyol a obrigar o 'Barça' a perder a liderança, já que o campeão tem 39 pontos contra 41 do Atlético.

Quase a meio do calendário, o campeonato pode ficar relançado, já que o FC Barcelona ainda pode chegar aos 42 pontos, no jogo em atraso que ainda tem para acertar, e o Real Madrid pode atingir os 39, se ganhar no domingo na deslocação a Valência.

A uma jornada de se conhecer o campeão de inverno em Espanha, os três 'grandes' podem assim ficar dependentes apenas dos resultados que fizerem na segunda volta, para chegar ao título.

Dominadores, mas desajeitados, os 'colchoneros' não encontravam forma de chegar ao golo perante uma das piores equipas do campeonato espanhol. Com Jackson Martínez e Grieznmann muito perdulários, acabou por ser o suplente Thomas Partey a marcar o golo que valeu os três pontos, aos 81 minutos.

O Atlético Madrid pode queixar-se, de qualquer forma, de um penálti por assinalar aos 26 minutos, quando José Mari derrubou Angel Correa, que poderia ter facilitado a vida à equipa de Diego Simeone.

Em Cornella de LLobregat, o domínio do 'Barça' foi avassalador sobre o Espanyol, só que o golo não chegou a aparecer, apesar de duas bolas enviadas ao poste (Messi aos 36 e Suárez aos 55).

Desta feita, o tridente Messi, Suárez e Neymar ficou em branco, mau grado os 67 por cento de posse de bola da equipa, que esbarrou ante um Espanyol completamente à defesa, conseguindo assim pontuar pela primeira vez perante o vizinho nos últimos oito confrontos em Cornela de Llobregat, a nova 'casa' do clube.

O FC Barcelona tem ainda um jogo em atraso, com o aflito Sporting de Gijón, adiado devido à participação dos campeões no Mundial de clubes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.