Manuel Fernandes espera um jogo equilibrado, mas exige aos jogadores que “sejam mais eficazes na finalização do que foram no último jogo”, em declarações à Agência Lusa.

Uma equipa que vai ao campo do adversário, cria quatro oportunidades flagrantes de golo, tem obrigação de concretizar”, acrescentou o treinador, garantindo que esta lacuna não se deve à falta de treino.

Os avançados Carlão e Cássio ainda não estão na sua melhor forma, mas “estão a entrar num ritmo bom”, assegurou Manuel Fernandes, ao lembrar que também existem outras soluções para o ataque, como Ouattara, Alberto e Miguel Paixão.

Mamadou Tall está castigado, pelo que vai obrigar o técnico a mexer na defesa. O central Diego Gaúcho deverá ser opção.

O Mamadou está mais rotinado, mas o Diego Gaúcho e o Nuno Gomes também são dois bons centrais”, sublinhou.

Manuel Fernandes salientou que nesta Liga já “não há favoritos”, à excepção dos grandes.

Vai ser um jogo muito equilibrado, como têm sido todos os nesta Liga, onde não se tem notado um domínio avassalador de uma das equipas”, adiantou.

Frente ao Marítimo, o treinador disse que a União de Leiria estará atenta à “velocidade da equipa adversária”, que “tem jogadores muito rápidos nas alas, fazem bem as diagonais e a quem não se pode dar espaços”.

A jogar em casa, temos de assumir mais o jogo, mas estar atentos às armas do adversário e demonstrar que somos uma equipa com qualidade”, acrescentou.

A União de Leiria, que se encontra no grupo dos sétimos com dois pontos, recebe domingo o Marítimo, que integrao grupo dos segundos com quato, pelas 17:00, em encontro que será dirigido pelo setubalense Luís Reforço.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.