“Se calhar, na época passada, as pessoas acreditavam mais em mim, mas os seis meses sem competir acabaram por afectar o meu rendimento. O que mudou este ano foi ter chegado melhor fisicamente, como tenho demonstrado”, disse à agência Lusa Manuel José, prometendo “trabalhar para que as pessoas acreditem”.

O médio disse ainda não estranhar o bom arranque dos “castores” na Liga, o que justificou com “trabalho” e a “adaptação fácil dos novos [elementos] ao clube”.

“Fizemos uma boa pré-época, apesar de todos dizerem que só defrontámos adversários fáceis. Depois, ganhámos bem ao Sporting e fizemos uma boa primeira parte em Leiria, devendo salientar o trabalho dos nossos jogadores”, sublinhou.

Manuel José, de 26 anos, é dos mais experientes da equipa e já mereceu a braçadeira de capitão, numa função de liderança que diz ser “fácil”, precisando: “Temos muitos miúdos, mas todos querem trabalhar e ser alguém. O grupo é óptimo e, assim, é fácil liderar”.

O camisola 81 do Paços de Ferreira espera manter o nível durante a temporada toda, se possível, e considera que seria “um arranque fantástico” vencer no domingo o Portimonense.

“Vamos ver. Não há jogos fáceis, mas vamos trabalhar muito para sermos iguais ou melhores do que já mostrámos e assim conseguirmos vencer o Portimonense em nossa casa, o que seria sinónimo de um arranque fantástico”, concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.