O treinador do Nacional, Manuel Machado, disse hoje que a sua equipa terá condições para voltar a lutar por uma posição nas competições europeias de futebol na próxima época.

Apesar de a equipa "alvi negra" não ter atingido os objetivos na temporada passada, falhando o apuramento para a Liga Europa, Manuel Machado traçou um balanço positivo à Nacional TV.

«A época não começou da melhor maneira, porque fizemos uma primeira volta muito abaixo do que seria de esperar, mas com uma boa recuperação no segundo ciclo, no qual fizemos 25 pontos, deixando já uma imagem muito positiva daquilo que se pretende para o futuro, que é atacar sempre os lugares do primeiro terço da tabela», considerou.

Além disso, Machado recorda que foram lançados jovens valores, «como o Diogo, o Jota ou o Crespo», que dão garantias e considera serem «valores acrescentados para o clube».

«Olhando ao que fizemos na segunda volta, temos uma equipa que nos dá garantias de lutar pela Europa. Vamos agora ver o mercado e as possibilidades de reajustamento, mas ainda é um pouco cedo para fazer grandes comentários acerca disso», adiantou.

Manuel Machado referiu-se ainda à recente digressão ao Brasil, classificando de positiva a prestação desportiva, tendo a equipa deixado «uma boa imagem do futebol português».

Outra das situações que agradaram ao técnico foi poder «observar e fazer avaliações a jovens jogadores brasileiros», que assim entraram no contexto da prospeção do clube, outro dos objetivos da digressão.

No que diz respeito à cobiça de jogadores como Mário Rondon, Candeias e Diego Barcellos, o técnico foi taxativo:

«Logo que termina o campeonato, os jornais passam muita especulação, por isso vão surgir centenas de jogadores na agenda deste e de outros clubes, mas, em meados de agosto, veremos que será pouca a percentagem que se materializa.»

Sobre a próxima época, e dando como exemplo a brilhante carreira do Paços de Ferreira, Machado comentou:

«O Paços de Ferreira fez uma carreira brilhante, mas não é algo que, olhando para o passado, seja uma constante. Qualquer outro clube que os queira imitar, não terá os pés bem assentes na terra.»

Por outro lado, Manuel Machado considera que existe um abaixamento grande de qualidade, quer nas contratações quer na qualidade da Liga portuguesa de futebol.

«Já se pode constatar no nosso campeonato um abaixamento da qualidade, exceptuando FC Porto e Benfica e, noutro patamar, Braga e Sporting. Começa-se agora a olhar mais para os jogadores portugueses que militam noutros escalões. Não sendo uma solução em absoluto, poderá minimizar o prejuízo», analisou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.