O treinador do Nacional da Madeira, Manuel Machado, analisou a derrota da sua equipa na receção ao SC Braga, e lamentou a falta de eficácia dos seus jogadores nas oportunidades construídas.

"Foi um jogo com muitas peripécias. O SC Braga entrou forte, é uma equipa com jogadores muito bons que compõem um coletivo forte, e chegou naturalmente ao golo embora que de bola parada. Depois seguiu-se uma fase de equilíbrio e ao intervalo o resultado ajustava-se. Tivemos oportunidades para marcar mas não tivemos eficácia necessária. Depois o árbitro fez aquela avaliação que resultou na expulsão de Zainadine e o que parecia equilibrado a nosso favor, ficou equilibrado para o adversário. A equipa expôs-se, sofreu o terceiro golo e não conseguimos o empate, que seria o resultado que mais se ajustaria", afirmou Manuel Machado à Sport TV.

O Sporting de Braga venceu hoje o Nacional por 3-2, no Funchal, em jogo da 18.ª jornada da I Liga, e isolou-se no quarto lugar, com mais três pontos do que o Paços de Ferreira, quinto.

Willy Boly marcou o primeiro golo do encontro, aos 20 minutos, e cometeu uma grande penalidade, aos 24, deixando os bracarenses em inferioridade e permitindo o empate aos insulares, com a conversão de Willyan, aos 25.

A expulsão de Zainadine, aos 57, deixou as equipas em igualdade numérica, tendo Pedro Santos, aos 59, e Stojiljkovic, aos 77, dado vantagem ao Sporting de Braga, apesar de, aos 85, Salvador Agra ainda ter reduzido para o Nacional, 15.º com os mesmos 17 da Académica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.