O treinador do Vitória de Guimarães recusou hoje qualquer favoritismo para a recepção ao Paços de Ferreira, sábado, da 13.ª jornada da Liga de futebol, e pediu uma arbitragem sem os erros das últimas partidas.

Manuel Machado frisou que o “equilíbrio é a nota dominante do campeonato” e defendeu que “a amplitude pontual da tabela” é quase “um decalque do que acontece tradicionalmente na Liga de Honra”, pelo que “o favoritismo praticamente não existe”.

“É importante estarmos ao nosso melhor, com ambição, e se assim for os três pontos serão nossos seguramente, mas vamos ter um adversário muito difícil, vimos os seus jogos fora com o Sporting e em Setúbal e é uma equipa muito bem estruturada, comprida no campo, cria sempre muitos problemas e defende razoavelmente”, analisou.

A última vez que o Vitória de Guimarães venceu em casa o Paços de Ferreira foi há 17 anos, na temporada 1993/94, factor desvalorizado pelo técnico.

“Essa questão do factor histórico tem sido recorrente, mas esta época tem sido contrariado pela positiva e negativa: vencemos o Nacional na Choupana e o Sporting em Alvalade, onde não ganhávamos há muito, e perdemos nos Barreiros com o Marítimo, o que já não acontecia há muitos anos”, começou por lembrar.

Mantendo esta lógica, notou, “se o Vitória não vence o Paços de Ferreira há muito tempo, vencerá agora e é com esse pensamento que parte para o jogo”.

O técnico vitoriano reconheceu que a última partida, em que a equipa perdeu com o Marítimo, não correu como o esperado, e tendo em conta o objectivo europeu, traçou a “meta de ultrapassar os 25 pontos no final da primeira volta, faltam quatro dos nove ainda em disputa e é premente acumular pontos o mais rapidamente possível”, disse.

Instado sobre a nomeação de André Gralha (que substituiu Elmano Santos no decurso do polémico jogo com o Sporting), para arbitrar o jogo de sábado começou por dizer não conhecer o juiz e acabou a desejar que os “muitos erros” das últimas jornadas não se repitam.

“Espero que esteja numa noite boa e que não voltem a acontecer os erros acumulados, alguns deles duplos no mesmo lance como contra o Sporting em que não viram a carga sob o Nilson e viram a bola dentro da baliza e com o Marítimo, em que o lance da grande penalidade não foi falta e a sê-lo foi fora da área”, atirou.

Machado recuperou ainda o “gravíssimo erro” da validação do golo do Sporting de Braga no último “clássico” minhoto, porque “o Alan está em claro fora-de-jogo”, para defender que “tem havido um conjunto de golos que o Vitória tem sofrido que à luz da lei são irregulares”.

Manuel Machado adiantou ainda que “a probabilidade maior” é Pereirinha substituir Alex no lado direito da defesa, devido a castigo do até agora titular. Os convocados do Vitória de Guimarães serão divulgados após o treino matinal de sexta-feira.

O jogo tem lugar no Estádio D. Afonso Henriques, às 19:15 de sábado, e será arbitrado por André Gralha, de Santarém.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.