“Todos os jogos são complicados e ainda bem, revela o equilíbrio deste campeonato, que tem sido maior do que o normal e isso é bom e salutar para o futebol português e um bom motivo de superação para nós”, afirmou o técnico vimaranense, Manuel Machado.

O Vitória de Guimarães ocupa a segunda posição na tabela classificativa, com 11 pontos, enquanto a Académica é quarta, com oito, pelo que os “níveis de motivação serão muito iguais nas duas equipas”, admitiu.

“Queremos somar uma vitória, manter a posição e acumular pontos ao ritmo que temos vindo a fazer para que, dentro de 10 dias, quando defrontarmos o FC Porto, possamos ter um jogo interessante a todos os níveis”, sustentou.

Manuel Machado deixou ainda elogios à Académica e notou que a equipa de Coimbra “é hoje mais capaz do que há quatro ou cinco épocas, tem evitado os sufocos muito cedo e obtido posições mais tranquilas”.

“Há de facto progressos na forma como a Académica é gerida”, confessou Manuel Machado, antigo treinador da equipa em 2006/07 e 2007/08 (nesta época substituído por Domingos Paciência logo à terceira jornada).

Questionado sobre as responsabilidades que o segundo lugar pode acarretar, Manuel Machado afirmou que estas seriam “muito maiores se o Vitória vivesse um momento de dificuldade”, por exemplo, “se em vez de estar em segundo estivesse em 15º”.

“Convivemos muito bem com estes momentos de alguma fartura”, ironizou.

O Vitória de Guimarães realiza um último treino antes da deslocação para Coimbra na sexta-feira de manhã e só depois serão conhecidos os convocados para o jogo com a Académica, a realizar sábado, pelas 17:00, com arbitragem de Jorge Sousa, do Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.