O Paços de Ferreira rescindiu por mútuo acordo o contrato com os futebolistas brasileiros Marcelo Tchê, cedido em janeiro ao Arouca, Liga de Honra, e Michel Lugo, confirmou hoje o diretor desportivo da formação nortenha, Carlos Carneiro.

«Chegámos hoje a acordo e rescindimos o contrato com o Marcelo Tchê, à semelhança do que já tinha acontecido ontem [quarta-feira] com o Michel Lugo», disse Carlos Carneiro.

O defesa direito Marcelo Tchê, de 24 anos, foi pouco utilizado no Paços de Ferreira, com quem tinha mais um ano de contrato, totalizando 293 minutos até janeiro, altura em que foi cedido ao Arouca, da Liga de Honra.

Tchê conseguiu, ainda assim, ter mais tempo de utilização do que o avançado Michel Lugo, de 24 anos, que, ao longo da época, jogou somente 162 minutos, um registo que pesou na decisão dos responsáveis pacenses de interromperem uma ligação que deveria durar até 2014.

Em relação ao sucessor do técnico Henrique Calisto, o diretor desportivo do Paços de Ferreira nada adiantou, lembrando que se trata de uma matéria para tratar depois de resolvido o impasse diretivo.

O Paços de Ferreira, que concluiu no 10.º lugar a Liga de futebol 2011/2012, vai apadrinhar no sábado, às 16:00, a inauguração do relvado sintético do Estádio Nossa Senhora da Conceição, da Associação Desportiva de São Romão, em Seia.

Vão participar neste encontro particular elementos do plantel profissional, atletas que estiveram cedidos e da formação júnior.

O regresso da equipa aos trabalhos de pré-temporada está marcado para o dia 02 de julho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.