Moussa Marega voltou a recorrer às redes sociais para, por um lado, agradecer o apoio que tem recebido na sequência dos insultos racistas de que foi alvo, e por outro para defender Otávio.

O médio brasileiro foi um dos primeiros jogadores do FC Porto a tentar acalmar e demover o companheiro de equipa de abandonar o jogo, uma atitude que lhe valeu algumas críticas nas redes sociais.

"É meu irmão. Ele apenas tentou acalmar-me como um irmão e sei que está comigo", escreveu Marega.

Publicação de Marega no Instagram
Publicação de Marega no Instagram créditos: DR

Noutra publicação no Instagram, o avançado maliano aproveitou para deixar um agradecimento "pelo apoio".

Publicação de Marega no Instagram
Publicação de Marega no Instagram créditos: DR

O jogador do FC Porto Marega pediu no domingo para ser substituído do encontro com o Vitória de Guimarães, a contar para a 21.ª jornada da I Liga de futebol, por alegados cânticos racistas dos adeptos da formação vimaranense.

Numa altura em os ‘dragões' venciam por 2-1, o jogador maliano saiu do relvado, enquanto os colegas o tentavam demover. Mas Marega estava irredutível na decisão, apontando para as bancadas e apontando o polegar para baixo.

Sérgio Conceição falou com o jogador, já fora das quatro linhas, e logo de seguida ordenou a substituição.

O jogo esteve parado cerca cinco minutos e nas bancadas só se ouviam insultos para o jogador portista que marcou o segundo golo dos ‘dragões’ e que jogou no Vitória de Guimarães.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.