O FC Porto sofreu para levar de vencida o Rio Ave por 1-0, em encontro da 7.ª jornada da Primeira Liga. Um golo de Marega aos 12 minutos deu os três pontos aos 'dragões', que assim igualam o Benfica no segundo posto com 18 pontos, menos um que o líder Famalicão. A equipa de Conceição atirou duas bolas aos ferros mas acabou o jogo 'encostado às cordas'.

Veja as melhores imagens do jogo

A boa prestação de Nakajima na quarta-feira passada frente ao Santa Clara para a Taça da Liga e a lesão de Romário Baró, garantiu ao japonês um lugar no onze de Sérgio Conceição, sendo que essa foi uma das mexidas em relação à equipa que venceu os açorianos no domingo, mas para a Primeira Liga.

No primeiro encontro entre Sérgio Conceição e Carlos Carvalhal, os vila-condenses tentavam 'bater' mais um 'grande', depois da excelente vitória em Alvalade frente ao Sporting, para a Taça da Liga, já depois de terem vencido no mesmo palco para a I Liga.

Os 'dragões' entraram com tudo em Vila do Conde e tomaram de 'assalto' a baliza de Kieszek, tentando chegar ao golo o mais cedo possível. Logo aos dois minutos, Otávio isolou Marega mas o remate do maliano foi defendido, de forma magistral, pelo guarda-redes polaco. Mas Kieszek nada poderia fazer aos 12 minutos, quando Marega subiu mais alto que toda a gente e atirou para o fundo das redes, após canto de Alex Telles.

No primeiro tempo a equipa de Carlos Carvalhal teve alguma dificuldade em chegar ao último terço do FC Porto. Nuno Santos e Felipe Augusto tinham assustado Marchesín em dois remates de fora da área mas todos por cima. E para tentar dar a volta a situação, Carvalhal arriscou muito e apostou num 3-5-2 no segundo tempo, com as entradas de Taremi e Jambor, passando Carlos Mané e Nuno Santos a jogarem nas alas, ficando três defesas atrás. O iraniano foi fazer dupla com Bruno Moreira na frente,

Os vila-condenses melhoraram e muito, mas quem esteve perto do golo foi o FC Porto por Alex Telles, aos 55 minutos. Valeu Kieszek a negar o golo ao brasileiro, afastando para a barra um remate potente.

A resposta do Rio Ave surgiu por Taremi, num dos melhores lances atacantes da equipa, mas o remate saiu por cima. Mas aos 63 o iraniano acertou mesmo com a baliza, 'picando' por cima de Marchesín após grande passe de Tarantini. Após muito tempo com o vídeo-árbitro, o árbitro Nuno Almeida anulou o golo (o árbitro assistente já tinha marcado posição irregular do iraniano), por fora-de-jogo de Taremi.

Na outra baliza brilhava Kieszek, que voltou a voar para travar um golo certo de Zé Luís aos 73 minutos, após remate em arco do cabo-verdiano.

Depois de trocar o tocado Corona por Manafá e, mais tarde, Nakajima por Mbemba, os 'dragões' voltaram a estar perto do 2-0 aos 77 minutos mas o ferro voltou a negar as intenções a Alex Telles. Aos 82, foi a fez de Zé Luís dar o seu lugar a Luiz Diáz, numa tentativa de Conceição em segurar o jogo. O FC Porto ficava com três homens no meio, com Otávio e Luiz Diaz nas alas, no apoio a Marega.

Nos derradeiros minutos (seis de compensação), o Rio Ave tentou o tudo por tudo para chegar ao empate mas sem sucesso.

Depois de ter deixado dois pontos em Vila do Conde na época passada (esteve a vencer por 2-0 mas permitiu o empate nos derradeiros minutos), os 'dragões' aumentam para 32 o número de jogos sem perder frente aos vila-condenses.

Veja o resumo do jogo

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.