O presidente da Assembleia-Geral do Rio Ave, Mário Almeida, demitiu-se hoje do cargo que ocupava há 35 anos, em discordância com aquilo que diz ser a atual estratégia do clube.

“Não me sintonizando com a estratégia apontada e com recentes acontecimentos que vejo serem para continuar, saio para que, quem pensar de forma diferente, o venha a assumir”, justificou Mário Almeida.

O dirigente, atualmente presidente da Assembleia Municipal de Vila do Conde, afirma que sai quando “se diz tudo estar bem”, mas sublinha que para si “o presente só é bom” quando o futuro dá garantias.

“Não admito poder vir a ser responsabilizado por algo em que não estive envolvido”, refere ainda Mário Almeida, em nota publicada na página oficial do Rio Ave, cuja direção é presidida por António Silva Campos.

O antigo presidente da câmara de Vila de Conde diz também que, nestes anos todos, não se limitou “a cortar fitas” e que viveu o dia-a-dia do clube, identificando-se “com os dirigentes, os técnicos, os atletas e os demais profissionais”.

“Não deixei também de, em momentos difíceis, assumir responsabilidades pessoais para que o Clube não caísse em situações de incumprimento”, assinala o dirigente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.