O Marítimo recorreu ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) no sentido de impugnar a decisão de suspender definitivamente a II Liga, tomada a 5 de maio, e que teve como consequência direta a subida de divisão de Nacional e Farense.

De acordo com o jornal Record, o processo deu entrada a 13 de maio, tendo a Liga como entidade demandada, ficando como contra-interessados precisamente os dois principais beneficiários da decisão.

O clube insular denunciou ainda o fundo de apoio à tesouraria em resposta à COVID-19 e o regulamento desse fundo.

O entendimento entre os clubes do futebol profissional para suspender a II Liga fica assim quebrado pelo presidente do Marítimo, Carlos Pereira, o que pode colocar em causa as subidas de Nacional e Farense, algo que teria implicações na forma como os fundos do Governo Regional seriam distribuídos entre os dois clubes madeirenses.

Com esta impugnação ficam também em causa as descidas de divisão do Cova da Piedade e do Casa Pia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.