O Marítimo voltou aos triunfos ao bater o Gil Vicente por 2-1, no jogo de abertura da 27.ª jornada da Primeira Liga

Os gilistas estiveram a vencer graças a um golo de Kraev mas ainda no primeiro tempo os madeirenses operaram a reviravolta, com golos de Rodrigo Pinho e Rodrigão (autogolo). No segundo tempo, a equipa de Vítor Oliveira desperdiçou uma grande penalidade por Sandro Lima.

Veja as melhores imagens do jogo

Os madeirenses, que entraram nesta ronda no 15.º posto, com 25 pontos, e os gilistas, no 11.º, com 30, procuravam vencer neste recomeço da prova, após a suspensão devido à pandemia de COVID-19. Marítimo e Gil Vicente vinham de um empate e uma derrota, e dois desaires, respetivamente.

Começou melhor os gilistas, com um golo logo aos oito minutos. Após um centro, a defensiva maritimista parou, cada jogador à espera que o colega fosse a bola. Kraev foi mais rápido e atirou de pé esquerdo, batendo Charles pela primeira vez.

Os madeirenses, sempre melhores em campo, subiram no terreno, na procura do empate. Correa por duas vezes e Xadas estiveram perto do golo, que chegou aos 30 minutos por Rodrigo Pinho. Após defesa incompleta de Denis num cabeceamento de Tagueu, Rodrigo Pinho apareceu para a recarga e marcar. O árbitro faz um compasso de espera para ouvir o VAR e confirmou mesmo o empate.

E quando se esperava o apito para o intervalo, os comandados de José Gomes operaram a reviravolta no encontro. No terceiro minuto de descontos, o azar bateu à porta de Rodrigão. Canto para os insulares, Dênis afastou a soco, a bola bateu em Rodrigão que desviou para dentro da própria baliza.

Este golo surgiu depois de o guarda-redes Dênis negar o tento dos insulares em duas ocasiões, com duas defesas fantásticas, aos 39 e 40, a remates de Xadas.

No segundo tempo, Dênis voltou a estar em evidência, negando o golo a Joel Tagueu aos 52 e 56 minutos.

Os treinadores Vítor Oliveira e José Gomes operaram várias mexidas no segundo tempo, o primeiro para tentar o empate, o segundo para segurar a vitória.

Aos 84 minutos Charles atropelou Sandro Lima na área madeirense, o árbitro assinalou grande penalidade. Mas na conversão, Sandro Lima rematou forte para o meio, Charles defendeu com os pés.

Nos derradeiros minutos o Gil Vicente pressionou muito para tentar o empate mas não conseguiu, para desespero de Vítor Oliveira.

Seis jornadas depois, o Marítimo volta aos triunfos no campeonato. Já o Gil Vicente somou o quarto encontro consecutivo sem vencer e terceira derrota seguida.

Com este triunfo, o Marítimo reforçou para já o 15.º lugar, agora com 28 pontos, mais oito do que o Portimonense, primeira equipa abaixo da linha de despromoção, enquanto a equipa de Barcelos ocupa o 11.º lugar, com 30.

Veja o resumo do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.