O jornal espanhol 'Marca' escreve, esta sexta-feira, sobre os 'bons ventos' que os avançados espanhóis encontraram na I Liga portuguesa nos últimos tempos, lembrando os nomes de Toni Martínez, que começou por dar cartas no Famalicão e agora brilha no FC Porto, Abel Ruiz, que ganhou a titularidade no Sporting de Braga e até já chegou à seleção espanhola, Mario González, que brilhou no Tondela na época passada, com 15 golo,s e agora chegou ao Braga.

Esta temporada, em destaque tem estado, sublinha aquela publicação, outro nome: Fran Navarro, a realizar um excelente início de época pelo Gil Vicente, que lidera mesmo a da lista de melhores marcadores da I Liga 21/22,

Entrevistado pela 'Marca', o atacante de 23 anos, que chegou a Barcelos vindo do Valência B, acredita que Portugal é um excelente local para crescer como jogador. "Os avançados que vêm de Espanha têm-se dado bem aqui e espero seguir esse caminho. A Liga portuguesa é uma grande montra. O nível de futebol é alto e muito exigente a nível físico. É tudo muito equilibrado", diz.

Jogos recentes Gil Vicente FC

Navarro não podia ter pedido melhor estreia na I Liga portuguesa, tendo apontado dois golos no triunfo por 3-0 do Gil Vicente sobre o Boavista. "Não imaginava começar aassim. Marquei dois golos no primeiro jogo, contra o Boavista, e em queria acreditar! Nem consegui dormir nessa noite! É algo que não estás à espera. E, depois, no último jogo, frente ao Vizela, marquei mais dois...mas empatámos (2-2). As coisas estão a correr bem", sublinha Fran Navarro, que chegou a jogar pelas camadas jovens da seleção espanhola.

O avançado, natural de Valência, tem atrás de si na lista de melhores marcadores Pedro Gonçalves e Toni Martínez. Curiosamente, dois jogadores que conhece bem. "Quando fiz o bis na primeira jornada falei com os dois. Fui colega deles quando era mais novo. Com o Toni joguei bastante e até fiz dupla de ataque com ele antes de ele rumar ao West Ham. Daí saiu para o Famalicão e, depois, para o Porto. E com o 'Pote' também cheguei a treinar, no Valência. Agora ele deu um salto enorme! Temos uma excelente relação, nós os três", destaca Navarro.

A nova coqueluche do Gil Vicente fala ainda da sua alcunha, 'Toto'. "Chamam-me assim desde as camadas jovens por causa da miha maneira de jogar e de ir ao choque...porque metia a cabeça onde os outros não metiam o pé. Então, toda a gente do Valência me começou a chamar assim", explica Navarro, que aponta Diego Costa e Samuel Eto'o como duas das suas principais referências: "Sou um avançado trabalhador, forte e que gosta de se desmarcar no espaço e surgir ao primeiro poste", explica, na mesma entrevista à 'Marca'.

Quanto a objetivos, prefere não fixar nenhum número de golos como alvo para esta época, nem sequer sonha com o troféu de melhor marcador. "Estou num clube muito profissional, mas humilde e familiar, que desde o primeiro dia me transmitiu muita confiança. Mas o objetivo é só a permanência. Não aponto a nenhum número como objetivo de golos marcados. Os avançados do Porto, Benfica e Sporting têm mais oportunidades para marcar golos, mas quem sabe...", termina 'El Toto' Navarro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.