O país acorda hoje, dia 11 de setembro feliz. Haverá descidas dos preços dos combustíveis? Se calhar não. A Maria Leal vai terminar a sua "carreira"? Infelizmente também não. A resposta é que os 'três grandes' ganharam, logo ninguém pode gozar com ninguém.
Nestes dias quem acorda aziado sou eu e o medicamento rennie, eu não posso gozar com ninguém e há uma quebra nas vendas. Além de ficar sem conteúdo, ainda tenho de levar com os programas 'azeiteiros' que dão ao domingo à tarde.

Hoje preparei uma espécie de visita de estudo que irá passar por Famalicão, Porto e Lisboa.

Já tinham saudades de uma boa visita de estudo, digam lá? Ir para o fundo do autocarro, ouvir hip hop nas alturas, tentar a sorte com aquela moça ou moço que têm debaixo de olho, aquela garrafinha de whisky escondida entre os rissóis da tia Micas e os panados da avó Rosa. Vocês sabem do que estou a falar...

Chegados a Famalicão iremos visitar o Benfica, que neste momento está em modo cruzeiro. Passeia-se pelo campeonato português como o Marcelo Rebelo de Sousa pelos bairros sociais. Não dá nada a ninguém mas sorri a toda a gente. Este jogo serviu também para provar a ciência da estupidez que consistiu em não permitir que uma criança entrasse no estádio com a camisola do seu clube. Em Portugal permitimos criminosos nos estádios, muitos vezes sentados na tribuna presidencial, mas uma criança com a camisola do seu clube não. Dá que pensar.

De Famalicão - para poupar na gota que está cara - paramos no Porto.

O FC do Porto bateu o Desp. de Chaves por 3 bolas a 0. Num jogo engraçado, a resistência flaviense durou uns longos 120...segundos. Destaco a tentativa por parte dos portistas de transformar Taremi num mártir. Vítor Baía, que está a 'fazer-se ao piso' para a presidência do clube como um ressacado se manda para Rua Escura, disse ontem que Taremi deve ser tratado de forma honesta. Qualquer dia vamos ter António Costa a pedir aos portugueses que peçam mais impostos ou pior, que se coma francesinha vegetariana.
No Porto, além do Estádio do Dragão, a nossa a visita passou também pelo centro de estágios do Porto em Leça, na Piscina das Marés.

Do Porto arrancamos para Lisboa onde o Sporting venceu o Portimonense por 4-0. O engraçado é que, apesar de goleado, o Portimonense continua à frente do Sporting. Fica aquela sensação que temos quando pagamos um copo a um amigo mas sabemos que ele tem muito mais carcanhol do que nós.

Em Alvalade as bancadas cantaram por Paulinho, incentivando o jogador leonino a marcar um golo, mas Paulinho é um jogador frio que não se atrapalha com a pressão. Manteve-se fiel a si mesmo e terminou o jogo em branco. O Portimonense não se deu com o ataque Ikea do Sporting e pagou cara a fatura.

A nossa visita termina aqui, espero que tenham feito uma boa viagem e que não tenham vomitado nos assentos.

Os 'três grandes' ganharam, o povo está feliz com a exceção da Catarina Martins, essa está sempre chateada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.