O mestrado de Fernando Madureira, líder da claque Super Dragões, vai ser alvo de uma investigação da Inspeção-Geral da Educação e Ciência (IGEC). A notícia é avançada pela revista 'Visão', que revela que a investigação surgiu na sequência de um pedido feito pelo reitor do ISMAI, estabelecimento de ensino superior que atribuiu 17 valores à tese apresentada pelo membro da claque portista.

O trabalho, que consiste na defesa da criação de um novo tipo de bancada para os membros das claques dos 'dragões', sem cadeiras, é criticado, de acordo com a mesma publicação, não só pela "metodologia e fundamento do conteúdo do projeto", mas também pela "abundância de erros de Português" detetados no texto por parte de Domingos Oliveira Silva.

Segundo o reitor do ISMAI, em nota enviada à Visão, "a exigência e o rigor foram sempre primeiro objetivo da instituição", daí ter optado por pedir uma investigação à IGEC "para que não fiquem quaisquer dúvidas".

O júri que atribuiu o grau de mestre a Fernando Madureira foi constituído por Gastão Sousa, coordenador do mestrado em Gestão do Desporto, Henrique Martins, orientador do projeto do referido aluno, e Carvalho Vieira, coordenador da Licenciatura e Mestrado em Gestão de Marketing do ISMAI.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.