Declarações de Miguel Cardoso, treinador do Rio Ave, na flash interview da Sport TV, após a derrota com o FC Porto.

Estratégia para o jogo: "A nossa estratégia foi no sentido de ganhar consistência face à agressividade dos dois avançados do FC Porto. As coisas funcionaram, tivemos uma primeira parte num bom plano. Sabíamos as mais-valias do adversário, pusemos em campo as possibilidades que acreditávamos podiam dar-nos alguma coisa. Tivemos três ou quatro momentos na primeira parte. Infelizmente o que nos tem acompanhado voltou a acontecer. Temos tido dificuldade a fazer golos. Criámos situações suficientes, para buscar estabilidade emocional. O FC Porto entrou bem na segunda parte, mais forte, acabou por fazer golo quando estava claramente por cima e constrói um resultado que não tem discussão."

Derrota deixa Rio Ave em situação difícil: "Agora vamos jogar a final [contra o Nacional] e encarar o jogo como o mais importante de todos, porque o é. Infelizmente temos de o jogar, mas vamos de cabeça limpa e sem pensar o que está para trás. É como se fôssemos jogar um troféu, é com esse espírito que a equipa vai e já falámos disso no balneário".

Vitórias de Farense e Boavista: "São o que são. Sabemos o contexto em que estamos e que independentemente deste jogo a final era no último jogo. A equipa deu resposta que era importante, não conseguiu materializar mas sem golos não se consegue ganhar jogos. Tinha sido importante fazer um golo na primeira parte, ia talvez obrigar o FC Porto a desequilibrar mais e dar-nos o que precisávamos".

O FC Porto assegurou este sábado o segundo lugar da I Liga portuguesa de futebol, e o acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões, ao vencer fora o Rio Ave, por 3-0, na 33.ª e penúltima jornada. A formação comandada por Sérgio Conceição assegurou o segundo lugar final na I Liga, ao somar 77 pontos, mais quatro do que o Benfica, que venceu o já campeão Sporting, por 4-3, e vai disputar as pré-eliminatórias da 'Champions'.

O espanhol Toni Martínez, aos 56 minutos, o colombiano Luis Díaz, aos 59, e Sérgio Oliveira, aos 68, marcaram os golos dos ‘dragões’, no seu 27.º jogo sem perder na competição.

Com a terceira derrota seguida, e o 11.º jogo sem vencer, o Rio Ave 'caiu' para o 16.º lugar – posição de ‘play-off’ com o terceiro classificado da II Liga –, com os mesmos 31 pontos do Farense, 17.º, e menos dois do que o Boavista, primeira equipa acima da zona de despromoção.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.