O treinador do Rio Ave garantiu hoje que a equipa "já fechou o ciclo" da Taça de Portugal, após eliminar o Benfica, e está "totalmente focada" no Desportivo de Chaves, adversário de domingo, na I Liga de futebol.

"Pedi aos jogadores para fecharem o ciclo anterior, porque o que está para trás não nos move, apenas nos traz referências que temos de usar para continuar o nosso processo", afirmou Miguel Cardoso, na antevisão da visita aos transmontanos, na 16.ª jornada.

Miguel Cardoso prevê nesta deslocação a Chaves "um bom jogo de futebol, com duas equipas competentes, com processos distintos, e jogadores valiosos, e com a mesma ambição de ganhar".

Confrontado com o facto de os flavienses terem agora no comando técnico Luís Castro, que na época anterior orientou o Rio Ave, o atual treinador dos vila-condense não vê isso como uma desvantagem para a sua equipa.

"Este é um Rio Ave com processos distintos em relação à época passada. Algumas ideias podem cruzar-se, mas ideia de jogo é diferente assim como vários jogadores", analisou o treinador do emblema da foz do Ave.

"Estou certo de que o Luís [Castro], tal como nós fizemos em relação ao Chaves, teve de interpretar a prestação coletiva do adversário, e não apenas os valores individuais", completou.

Miguel Cardoso promete, assim, um Rio Ave com intenção de "seguir o seu plano, discutir o jogo e procurar a vitória".

O treinador do Rio Ave foi ainda instado a comentar as notícias publicadas, sobretudo esta semana, após a eliminação do Benfica, que dão conta da cobiça de emblemas de maior dimensão a alguns jogadores do plantel, assegurando que encara a situação "com serenidade".

"É normal existir esse tipo de notícias, mas estamos serenos em relação a isso, mesmo compreendendo a ambição dos jogadores em melhorarem a sua vida desportiva e pessoal", vincou o treinador do Rio Ave.

Ainda assim, o técnico deixou um alerta, sobretudo, para o grupo de trabalho.

"Até esses eventuais negócios estarem concluídos, e muitos deles, que vemos nos jornais, sabemos que não acontecem, os atletas têm de ter estabilidade e rendimento, pois se houver uma quebra pode condicionar essa tal projeção. Os jogadores não podem relaxar nem destabilizar-se. Enquanto estiveram neste clube têm de dar tudo por tudo por ele", disparou.

Miguel Cardoso, que como habitual não divulgou a lista de convocados, tem todo o plantel disponível para a deslocação deste domingo a Chaves.

O Rio Ave, sexto classificado com 23 pontos, defronta este domingo o Desportivo de Chaves, nono, com 18, numa partida agendada para as 16:00.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.