Declarações de Miguel Cardoso, treinador do Rio Ave, à Sport TV, após a derrota diante do FC Porto (2-0), no Estádio do Dragão, da 16.ª jornada da I Liga.

"Esta equipa é completamente diferente. Tem um processo que não tem nada a ver de como jogávamos há três anos. As expectativas do que vai acontecer, não têm nada a ver com isso. As pessoas não devem pensar assim. Este jogo não teve nada a ver com isso."

"A equipa teve possibilidades, trabalhou bem na saída, mas compete à equipa dentro do campo escolher os momentos. Escolheu melhor umas vezes e pior noutras, mas vamos trabalhar isso. Fiquei com as sensações que já tinha. Estamos num processo com pouco tempo, que vai ter evolução e que vai levar a equipa para um patamar diferente. Sabemos que há comportamentos que queremos dentro do campo que são difíceis de executar. Uma coisa são os treinos, outra os jogos. Houve momentos em que não estivemos bem e isso trouxe-nos problemas. Mas também houve momentos que me agradaram e é sobre eles que vamos trabalhar. Se pegarmos no que fizemos aqui de bom, vamos crescer. Esse foco encontrámos desde o primeiro dia e vai nos levar ao crescimento. Só pensamos no jogo seguinte, no próximo treino, trabalhar a equipa para crescer."

"Falta-me tempo, naturalmente, mas temos de compreender isso e fazer adaptações. Temos de perceber o patamar em que estamos e aquilo que podemos gradualmente dar à equipa. Temos de olhar para os jogadores que temos, os que estão no melhor momento. Tiveram diferentes treinadores, com ideias diferentes. Toda a equipa tem consciência do que estamos a fazer. Tivemos um acolhimento muito grande relativamente ao que propomos e amanhã estaremos noutro patamar. Sabemos o caminho que queremos fazer."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.