"Os testes de despistagem efectuados ao atleta Miguel Garcia confirmaram que se trata de mais um caso de infecção pelo vírus H1N1", disse à agência Lusa o médico Veloso Gomes. O estado de saúde do defesa português "está a evoluir favoravelmente" e o atleta ficará em casa, a ser acompanhado, pelo período de uma semana, não sendo opção para a recepção de sexta-feira ao Vitória de Guimarães, a contar para a 11ª ronda da Liga.

Este é já o terceiro caso de gripe A registado no Olhanense, depois de Gomis, em Agosto, no decorrer da pré-época, e Castro, na semana passada.

O médio emprestado pelo FC Porto retomou ontem a actividade normal, tal como Ukra, que esteve de quarentena dois dias por ter sido companheiro de quarto do colega durante os compromissos da selecção nacional de sub-21, apesar de não ter evidenciado qualquer sintoma gripal.

O número de casos é entendido como normal pelo departamento médico do Olhanense, que tem informado os atletas do clube sobre as precauções a tomar. "A tendência é para que haja cada vez mais casos – nas escolas, actividades desportivas -, pelo que a nossa preocupação passa por estarmos atentos e dar acções de formação aos nossos atletas", frisou Veloso Gomes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.