O encontro entre o FC Porto e o Nacional foi adiado, este domingo, devido ao forte nevoeiro na Choupana. As duas equipas ainda conseguiram jogar 75 minutos, com três interrupções pelo meio, mas a equipa a arbitragem falou com as duas partes envolvidas e o jogo acabou mesmo por ser adiado para esta segunda-feira, às 12h30, para o reatamento dos restantes 15 minutos.

O treinador dos azuis e brancos, Julen Lopetegui, decidiu fazer duas alterações no onze inicial face à equipa que apresentou no encontro com o Chelsea em Stamford Bridge Rúben Neves e Aboubakar regressaram à equipa, saindo Maicon e Imbula.

Os primeiros 14 minutos foram frenéticos na ilha da Madeira, uma vez que foi neste curto espaço de tempo que foram apontados os três golos da partida. Marcano abriu o marcador logo aos seis minutos de jogo, Willyan restabeleceu (8') o empate para a equipa da casa, mas Brahimi voltou a colocar os Dragões em vantagem aos 14 minutos.

O árbitro Jorge Sousa decidiu suspender o encontro já depois de ter ordenado outras duas paragens, a primeira de cerca de cinco minutos, entre os 66 e 71, e a segunda, mais curta, entre os 78 e os 80.

Perante as reduzidas condições de visibilidade, o árbitro da associação do Porto ordenou uma terceira paragem e as duas equipas recolheram aos balneários ao minuto 84.

Esta época, o jogo União da Madeira-Benfica, da sétima jornada, foi adiado também devido ao nevoeiro que se abateu sobre o mesmo estádio. O jogo que acerta o calendário está marcado para terça-feira.

Sem condições para seguir, a equipa de arbitragem decidiu suspender o encontro da 13.ª jornada depois de ter estado parado por mais de uma hora. Esta segunda-feira, jogam-se os restantes 15 minutos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.