O Movimento 'Servir o Benfica' iniciou a recolha de assinaturas necessárias para a realização de uma Assembleia Geral extraordinária nas 'águias'. Recolhido o número de assinaturas necessárias, a reunião magna terá, então, de se concretizar, depois de uma primeira tentativa do referido Movimento ter sido negada pela Mesa da AG, em virtude de ter sido requerida por um número reduzido de sócios.

No apelo lançado nas redes sociais, o Movimento 'Servir o Benfica' explica quais os motivos que o levam a pretender a realização dessa AG extraordinária, sendo a realização de uma auditoria às últimas eleições um dos temas que pretende ver discutido.

Leia o comunicado do Movimento 'Servir o Benfica' na íntegra:

"Como é do conhecimento público, durante o mês de Novembro três associados do Sport Lisboa e Benfica e integrantes do Movimento Servir o Benfica solicitaram informações adicionais ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Dr. Rui Pereira, relativamente à AG Eleitoral de dia 28 de Outubro.

Foi entendimento destes associados que cabe à Mesa prestar estes esclarecimentos quando solicitados pelos associados do clube. Não sendo essa a interpretação da Mesa, este órgão relegou esclarecimentos adicionais para a convocação por parte dos associados de uma AG Extraordinária, conforme o número 3 do 55 º Artigo dos estatutos do Sport Lisboa e Benfica.

O Movimento Servir o Benfica considera que só é possível ao Sport Lisboa e Benfica liderar o desporto nacional pelo exemplo: exemplo na conduta, exemplo na gestão, exemplo na competência desportiva.

Portanto, não tendo sido até ao presente momento esclarecidas as dúvidas suscitadas anteriormente, a saber:

- O número dos votantes anunciados nas referidas secções de voto e os que foram contabilizados pelas candidaturas no ato eleitoral;

- Que sejam apuradas as causas da eventual divergência;

- Que seja explicitado o procedimento de recolha e transporte das urnas das secções de voto e o local ou locais onde têm estado depositadas;

- Que se confirme a certificação da empresa contratada para a prestação deste tipo de serviço e que tipo de normas de qualidade está a adoptar na custódia dos documentos;

- Que seja confirmado qual ou quais urnas foram indevidamente seladas e se no interior das mesmas foram depositados ou subtraídos talões de voto;

- Que seja requerido aos serviços do Sport Lisboa e Benfica um relatório descritivo do modo como foi parametrizada e operada a solução informática que suportou o funcionamento da recolha de votos electrónicos e a sua contagem, com posterior divulgação aos sócios do Sport Lisboa e Benfica.

Não resta pois outra alternativa ao Movimento Servir o Benfica senão o de proceder a requerimento para convocatória de reunião de Assembleia Geral Extraordinária.

Para esse efeito será necessária a subscrição de 10 mil votos de sócios efectivos do Sport Lisboa e Benfica, sendo ainda necessário garantir a presença de 2/3 dos subscritores para a realização de Assembleia Geral Extraordinária. Alertamos os associados que tenham interesse em subscrever este requerimento que a falta injustificada terá como consequência a inibição, pelo prazo de dois anos a contar da data da falta, de requerer novas reuniões e, também, de votar em quaisquer outras reuniões ordinárias ou extraordinárias, nomeadamente as de âmbito eleitoral.

No presente requerimento os subscritores solicitam a convocação da reunião de Assembleia Geral Extraordinária com a seguinte ordem de trabalhos:

1 – Discussão e deliberação do modo de votação, electrónico ou físico, das deliberações dos pontos seguintes;

2 – Discussão e deliberação sobre a constituição de uma comissão independente de sócios e poderes conferidos para:

- Organizar a realização de uma auditoria ao sistema de votação electrónica utilizado nas eleições de 28 de Outubro de 2020;
- Iniciar um processo de esclarecimento do modo como se processou a recolha das urnas que continham os talões de voto emitidos, nomeadamente relações com empresas envolvidas no processo, termos da sua contratação, local de destino e/ou depósito das urnas, integridade das mesmas e intangibilidade dos talões.

3 – Discussão e deliberação sobre o processo de contagem dos votos depositados nas urnas durante a Assembleia Geral Eleitoral do dia 28 de Outubro de 2020 e modo da sua divulgação aos sócios do Sport Lisboa e Benfica;

4 – Discussão e aprovação de proposta de Regulamento Eleitoral para as eleições do Sport Lisboa e Benfica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.