O Movimento 'Servir o Benfica' aproveitou a derrota do Benfica com o Sporting na 16.ª jornada da I Liga para tecer duras críticas à atual direção do clube da Luz. O movimento escreve que é "impossível mascarar a mediocridade de uma temporada desportiva que, no futebol profissional (e não só…), tem sido um total fracasso".

Num comunicado na rede social Facebook, o movimento enumera a eliminação da fase pré-eliminatória da Liga dos Campeões, a perda da Supertaça para o FC Porto, eliminação da Taça da Liga frente ao SC Braga e a distância para o líder Sporting na I Liga (nove pontos) como fatores para considerar que este não é o Benfica que foi prometido no início da época.

Na mesma publicação, o movimento 'Servir o Benfica' critica ainda Rui Pereira, novo presidente da Mesa da Assembleia Geral [MAG] que "entre o comentário televisivo sobre criminalidade, fugas a operações STOP ou programas de vacinação, só não arranja tempo para responder aos sócios que deveria representar".

Há 72 anos que o Sporting não tinha tantos pontos e há 70 que o Benfica não estava tão longe de um leão líder
Há 72 anos que o Sporting não tinha tantos pontos e há 70 que o Benfica não estava tão longe de um leão líder
Ver artigo

A terminar, o Movimento deixa algumas perguntas a serem colocados a Rui Costa, que será entrevistado esta noite na BTV.

"Como se explica que, face a um investimento incomparavelmente superior ao dos rivais, o Benfica apresente resultados francamente desoladores? O que vai mudar para o Benfica passar a ganhar mais do que perde, ao contrário do que sucedeu nos últimos 18 anos? Considera-se corresponsável pelo falhanço desportivo desta época?", são algumas das questões deixadas pelo movimento para serem colocados ao dirigente 'encarnado'.

Comunicado do Movimento 'Servir o Benfica'

"Acreditamos sempre. Não desistimos nunca. Independentemente do nosso apoio incondicional, torna-se impossível mascarar a mediocridade de uma temporada desportiva que no futebol profissional (e não só...) tem sido um total fracasso.

Um fracasso traduzido pela eliminação da fase pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Pela perda da Supertaça. Pela eliminação da Taça da Liga. Pela distância do topo da tabela no campeonato.

Vieira disse que investir na equipa de futebol em plena pandemia seria demagogia. Vieira investiu, depois, cerca de 100 milhões de euros na aquisição de novos jogadores. Afinal, qual versão de Vieira deve ser levada a sério? Onde está ou esteve Vieira e a restante estrutura do futebol profissional ao longo da presente temporada? Exige-se, como princípio fundamental de respeito pelos sócios, que seja assumida a responsabilidade nas derrotas, como infelizmente é o caso. Tal como fez nas vitórias da Taça 1947 em hóquei ou na Taça da Liga de futebol feminino, por exemplo.

A falta de compromisso, paixão ou coerência da comunicação presidencial estende-se à comunicação promovida pelo clube com os sócios do Sport Lisboa e Benfica, que tem sido, desde há muito tempo, progressivamente reduzida a frias newsletters, de teor repetitivo e mais próximo da propaganda do que da transmissão de informação, que nada dizem a quem sente o clube.

A reação do Benfica à derrota no dérbi: "Só uma postura lutadora é aceitável"
A reação do Benfica à derrota no dérbi: "Só uma postura lutadora é aceitável"
Ver artigo

O vice-presidente Rui Costa dará uma entrevista esta noite à BTV. Será uma oportunidade de perceber se Pedro Pinto veio para trazer transparência e imparcialidade aos nossos órgãos de comunicação ou se veio para servir mais uma Direção, tal como o novo PMAG - que entre o comentário televisivo sobre criminalidade, fugas a operações STOP ou programas de vacinação, só não arranja tempo para responder aos sócios que deveria representar.

Neste âmbito, os sócios do Benfica exigem ver respondidas por Rui Costa as seguintes questões:
- Como se explica que, face a um investimento incomparavelmente superior ao dos rivais, o Benfica apresente resultados francamente desoladores, perdendo um troféu para cada um e estando atrás de ambos na tabela já com alguma distância pontual?
- O que vai mudar para o Benfica passar a ganhar mais do que perde, ao contrário do que sucedeu nos últimos 18 anos?
- Considera-se corresponsável pelo falhanço desportivo desta época? Se sim, acredita que mantém condições para reunir a confiança dos sócios para hipoteticamente vir a ser presidente, como profetizou o responsável pela situação que atravessamos ao nomeá-lo seu sucessor durante a última campanha eleitoral?

O Movimento Servir o Benfica continuará aqui. Do lado certo, junto dos sócios do Sport Lisboa e Benfica."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.