O treinador da Naval 1.º de Maio disse hoje que vencer em Olhão, na partida da 25.ª jornada da Liga de futebol, é o único resultado que se enquadra no objectivo de manutenção da equipa.

«Vencer é o nosso objectivo. Na situação em que estamos não podemos pensar noutro resultado que não o da vitória, sob pena de comprometermos o objectivo de permanência», justificou Carlos Mozer, justificando que a equipa tem de somar o maior número de pontos possível, de forma a anular os sete pontos de desvantagem para o primeiro adversário acima da linha de despromoção.

O técnico brasileiro reconhece a existência de «alguma ansiedade» face à situação que a equipa atravessa – último lugar da tabela –, mas salientou que os indicadores dados ao longo da semana tranquilizaram-no, sublinhando que «a equipa tem vindo a demonstrar grande colectivismo e empenho».

Mozer continua convicto de que a permanência está ao alcance da equipa: «Não temos tarefa fácil, mas a determinação e empenho que eu sinto no grupo permite-me pensar e acreditar que a permanência é possível».

Daniel Cruz é baixa de última hora, «infortúnio para ele e para a equipa», sublinhou Mozer, garantindo: «Vamos encontrar a solução necessária e mais eficaz para ultrapassar este percalço com que não contávamos».

Olhanense e Naval já se defrontaram em seis ocasiões, duas na Liga de Honra, uma para a Taça da Liga e três na Liga principal, registando-se três triunfos para os algarvios, sendo o empate o resultado dos restantes confrontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.