Jorge Nuno Pinto da Costa foi, este domingo, reeleito como presidente do FC Porto e esta terça-feira tomou posse naquele que será o seu 15.º mandato como líder máximo dos 'dragões', cargo que ocupa há 38 anos, desde 1982.

Na tomada de posse dos órgãos sociais do FC Porto, Pinto da Costa falou sobre os vários anos ao serviço do clube portista.

"No dia 23 de abril de 1982, pela primeira vez, tive que usar a palavra como presidente eleito do FC Porto e estava ali sentado a lembrar desse dia e não pude deixar de começar por lembrar aqueles que me acompanharam e que, infelizmente, não estão no meio de nós, mas não querendo ser exaustivo simbolizava todos em três pessoas: o Dr. Sardoeira Pinto, o Dr. Poncio Monteiro e no Engenheiro Armando Pimentel. Foram eles que iniciaram uma campanha que foi lançada pelo falecido Engenheiro Pimentel e por um grande amigo, o Sr. Álvaro Pinto, que foi um dos grandes responsáveis por eu ter sido eleito presidente do FC Porto. É um prazer enorme Álvaro, tê-lo aqui", começou por dizer.

"De então para cá passaram-se 13 820 dias, muita coisa aconteceu, muitas alegrias pude viver no FC Porto, muitas tristezas, algumas, mas parecem muitas por poucas que sejam, muitas ingratidões que tivemos de esquecer, mas, sobretudo, tive sempre um apoio invulgar da massa associativa e dos adeptos do FC Porto e hoje, no momento em que tomei posse pela 15.ª vez, não posso deixar de ter uma palavra de muito carinho e agradecimento pelos adeptos anónimos. Nunca será possível quebrar o elo de amor entre o presidente e os adeptos do FC Porto", admitiu Pinto da Costa.

Veja as imagens da tomada de posse.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.