As duas
equipas apresentaram-se com esquemas tácticos diferentes: o Nacional
com um "4-4-2" em losango e o Guimarães com "4-2-3-1", tendo a formação
caseira aproveitado melhor as oportunidades criadas.

Os
madeirenses entraram bem no jogo e logo no primeiro minuto, João
Aurélio fugiu à marcação de Alex e valeu a intervenção meritória do
guardião Nilson a evitar o golo inaugural.

A segunda vitória
consecutiva dos insulares na Liga começou a ser construída aos nove
minutos, quando Rúben Micael foi derrubado na área por Marquinho e
Edgar Silva apontou o castigo máximo.

O esloveno Pecnik tentou
por duas vezes (13 e 18 minutos) bater o guardião Nilson, com remates
de meia distância, mas o brasileiro opôs-se bem.

O treinador do
Guimarães, Nelo Vingada, procurou melhorar a produção atacante da sua
equipa, retirando Flávio Meireles e lançando o brasileiro Douglas, mas
sem resultados práticos.

O árbitro setubalense Bruno Paixão
assinalou novo penalti, a castigar bola na mão de Custódio, após um
cruzamento de Rúben Micael e, na conversão do castigo, Edgar Silva
bisou aos 25 minutos, tal como tinha feito no jogo com o Marítimo.

Perante
a apatia dos vimaranenses, o Nacional continuou o seu jogo ofensivo e,
aos 34 minutos, Moreno substituiu entre os postes o guardião Nilson,
após remate de Mateus.

O duelo entre Pecnik e Nilson teve novo
episódio aos 45 minutos, quando o esloveno apontou um livre directo
para uma espectacular defesa do guardião do Vitória de Guimarães.

Após
o intervalo, com Jorge Gonçalves na posição do apagado Marquinho, a
equipa de Nelo Vingada assumiu o controlo do jogo, mas Manuel Machado
respondeu com a retirada de Pecnik, reforçando a defesa com o central
argelino Halliche.

Desta forma, o técnico vimaranense arriscou
mais, passou para um sistema de "4-4-2", alargando a linha ofensiva que
viria a ser reforçada com a entrada de João Alves aos 61 minutos.

Perante
um Nacional apostado no contra-ataque, os forasteiros aproximaram-se
mais da área contrária, mas sem criarem oportunidades de golo.

A tranquilidade da vitória caseira permitiu a Manuel Machado estrear dois jogadores: Pedro Pacheco e Edgar Costa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.