Matías Almeyda, treinador do Chivas, disse não compreender a recusa do FC Porto em desempatar o jogo nas grandes penalidades, de acordo com os regulamentos do torneio em que os 'dragões' participaram.

Apesar da polémica no final do jogo, o técnico, que também foi colega de Sérgio Conceição na Lázio e no Inter, não quis alongar-se nos comentários.

"Fui cumprimentá-los e o jogo acabou. Não entendi o que se passou. Na verdade não quero provocar qualquer tipo de polémica e reservo um pouco do que é o meu pensamento em relação a isso", afirmou Almeyda.

Os 'dragões' estiveram a vencer por 2-0, com golos de Aboubakar e Otávio mas o Chivas acabou por empatar no segundo tempo. A equipa azul-e-branca sai da Taça Tecate com um empate (2-2 com o Chivas) e uma derrota por 3-2 nas grandes penalidades contra o Cruz Azul, depois de 1-1 nos 90 minutos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.