O ex-treinador e novo director-geral do futebol do Sporting foi apresentado, esta quarta-feira, no auditório do Estádio de Alvalade em Lisboa. Antes da apresentação de José Couceiro, o presidente do Sporting quis deixar bem claro o porquê da contratação de Couceiro.

"Neste momento, o Sporting tem modelo perfeitamente definido e hoje fica concluída a restruturação do clube. Quero lembrar que não contratei José Couceiro para fazer milagres. Apenas lhe peço trabalho", disse Bettencourt antes de dar a palavra a José Couceiro.

Bettencourt disse que as negociações com Couceiro começaram há um mês e meio e congratulou a instituição Sporting por ter sido feito da forma mais discreta.

O novo director-geral do clube de Alvalade afirmou que o seu regresso ao clube do Leão está relacionado com amor à camisola, deixando de parte a hipótese de se tratar de um acto de coragem.

"É uma honra poder voltar ao Sporting. Falou mais alto a paixão. Temos de ser realistas, não é um momento fácil e temos de ter consciência disso. Não há varinhas mágicas, mas há um projecto para o Sporting em que acredito ser decisivo porque é um clube muito grande", começou por dizer Couceiro.

Couceiro fez questão de realçar que "não vai haver esvaziamento de funções" na estrutura leonina.

"Todos vamos trabalhar para chegar o mais alto possível e é isso que me proponho fazer. Temos uma equipa solidária que em todos os momentos é uma equipa. Só unidos é que podemos ultrapassar esta fase menos boa", acrescentou José Couceiro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.