«Estou feliz como jogador e como adepto. Foi um ano especial para mim e para clube, que foi festejado como devia ser». As palavras do adepto e jogador pertencem a Castro, que foi um dos jogadores do FC Porto que falou hoje aos jornalistas no 'media day' promovido pelo clube e que reuniu os campeões nacionais de futebol, hóquei e andebol.

«Poder ser adepto e jogador é ainda melhor, dá uma alegria enorme», acrescentou o jovem médio português, que assumiu, porém, não ter sido uma conquista fácil. «Mentalmente não foi um ano fácil, sofremos muito depois do jogo com o Málaga. O Benfica ganhou vantagem, mas não deixamos de acreditar, trabalhamos sempre, acreditamos e com união fomos campeões. Dentro do grupo pensavamos sempre: vamos ganhar os nossos jogos e seja o que Deus quiser», contou.

Convidado a escolher um momento marcante na temporada, Castro aponta o clássico como a decisão do título. «A vitória com o Benfica foi o momento-chave, o campeonato foi muito renhido e o campeão é justo», salientou.

E o futuro já está no horizonte do médio portista. «Só penso no titulo da próxima época, como jogador do Porto penso em ganhar mais titulos». 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.