Fabiano chegou à titularidade na equipa do FC Porto depois da lesão de Helton, que ainda se encontra a recuperar, mas Lopetegui tratou de reforçar a baliza com a contratação do espanhol Andrés Fernández ao Osasuna.

"Não me senti ameaçado. É preciso confiança no trabalho, o que eu tenho muito. Isso só motiva mais para trabalhar e estar no nível do clube. Comigo acontece sempre isso, procuro concentrar-me no trabalho, no dia a dia, para estar em grande forma", disse o guardião brasileiro numa entrevista à Globosporte.

A confiança de Helton é gerada pelo apoio incondicional de Helton, com quem mantém uma boa relação.

"A minha relação com o Helton sempre foi muito boa. Desde que cheguei ao clube que ele sempre conversou comigo e deu-me conselhos. Após a lesão, esteve presente nos jogos, sempre falámos sobre as partidas. Deu-me sempre força e motivou-me. Temos uma amizade muito grande", explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.