Declarações de Roger Schmidt, treinador do Benfica, e Florentino Luís, médio dos Encarnados, após o empate com o Vitória de Guimarães no D. Afonso Henriques.

Roger Schmidt

Explicações para o resultado: "O Vitória esteve muito bem organizado. Não é fácil marcar contra eles, tivemos algumas oportunidades, mas não tão flagrantes como é normal. Não fomos capazes de marcar mas hoje não perdemos dois pontos, ganhámos um".

Veja as melhores imagens do jogo!

Palestra ao intervalo: "Disse que não estávamos a jogar com a intensidade que precisávamos, não tínhamos fluidez na posse de bola, que havia falta de conexão entre os jogadores. Tentámos procurar mais espaços na segunda parte, mas os defesas cortaram praticamente tudo".

O que faltou para a vencer? "Esperava mais energia, esperava que a partir dos 65 minutos as armas lançadas trouxessem mais força. Temos de aceitar que nada funcionou hoje".

Foi surpreendido pelo Vitória? "Faz parte do futebol, não vamos ganhar todos os jogos até ao final. Não é fácil, como se viu hoje. Todas as equipas estão super motivadas, os adeptos deles também ajudaram. Temos de mostrar uma boa mentalidade e, apesar de estarmos desapontados, já pensamos adiante".

Florentino Luís

Análise ao jogo: "Foi um jogo muito intenso durante os 90 minutos. Tentámos criar as nossas oportunidades, mas não conseguimos concretizar. Foi um jogo equilibrado, conseguimos impor o nosso jogo, mas poderíamos ter feito mais oportunidades. Sabíamos que era uma adversário difícil e ao intervalo o míster disse para fazermos o que tínhamos feito até aqui", atirou o médio.

Vitória foi o adversário mais difícil que o Benfica enfrentou esta época? "Todas as equipas nos criaram dificuldades. Tínhamos muitas vitórias, agora vamos olhar já para o próximo jogo. Não é nenhum choque, sabíamos que teríamos sempre jogos difíceis e agora pensamos no próximo jogo".

O líder Benfica cedeu hoje os primeiros pontos na edição 2022/23 da I Liga portuguesa de futebol, depois de sete vitórias, ao empatar a zero no reduto do Vitória de Guimarães, em encontro da oitava jornada. Num jogo com raras oportunidades de golo, os ‘encarnados’ falharam também aquela que seria a sua 14.ª vitória consecutiva em todas as competições a abrir a temporada.

A formação de Roger Schmidt passa a contar 22 pontos, mais três do que o FC Porto, que ascendeu ao segundo posto, ao vencer por 4-1 na receção ao Sporting de Braga, agora terceiro, também com 19. O Vitória é novo, com 11.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.