Nélson Veríssimo, treinador do Benfica, pronunciou-se sobre o episódio de racismo ocorrido com Sandro Cruz, jogador da equipa B, que denunciou ter sido alvo de insultos racistas no decorrer da partida com o Rio Ave.

"Quero dar um abraço ao Sandro, nosso jogador de equipa B, que foi vítima de comentários racistas. É degradante e lamentável. Eu sei que ainda existe. Mandar um abraço ao Sandro e a todos os jogadores que são vitimas de racismo por esse país fora. Sei que foi algo que lhe tocou muito", afirmou o treinador na sala de imprensa de Alvalade, após o triunfo por 2-0 no dérbi.

Sandro Cruz, do Benfica B, denunciou este domingo um “episódio nojento”, por ter sido alvo de insultos racistas quando foi substituído na derrota em casa do Rio Ave (2-1), na II Liga.

Rio Ave solidário com jogador do Benfica alvo de racismo em Vila do Conde
Rio Ave solidário com jogador do Benfica alvo de racismo em Vila do Conde
Ver artigo

“Hoje, infelizmente, passou-se mais um episódio nojento na nossa sociedade e no nosso desporto, por isso é que continua como está. Mas, continuamos a ser hipócritas o suficiente para dizer que não somos um país racista”, escreveu o jogador de 20 anos nas redes sociais.

Cruz saiu em cima da hora de jogo na visita aos vila-condenses, que ascenderam à liderança do segundo escalão, e há gritos audíveis na transmissão televisiva do encontro.

“Pior é saber que uma massa associativa apoia um clube que está cheio de profissionais ‘pretos’, mas ousam chamar-me ‘preto’”, denunciou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.