O jogador Nené disse hoje que o Santa Clara não tem conseguido “perceber bem o que o jogo pede” para justificar as derrotas no campeonato, antes da receção, na sexta-feira, ao Sporting para a I Liga de futebol.

“Não estamos a conseguir perceber bem o que o jogo pede e não temos tido muitas vezes aquela pontinha de sorte, com golos que poderiam ter sido evitados, mas o futebol é isso. O mal não dura para sempre”, afirmou.

E reforçou: “Tem-nos faltado perceber melhor o jogo muitas das vezes. Perceber o que é que o jogo pede. Se temos de fechar ou se temos de defender e conseguirmos fazer isso. Não temos talvez conseguido perceber essa parte e infelizmente não temos conseguido as vitórias.”

O jogador falava hoje no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, antes da receção ao Sporting na sexta-feira, em jogo da 17.ª jornada da I Liga.

O médio disse que a equipa vai “dar tudo” para conseguir vencer o encontro, lembrando que no “futebol tudo é possível”.

“Sabemos da dificuldade que vai ser o jogo. Tentámos preparar da melhor maneira e vamos ver como vai correr na sexta-feira. Vai ser, certamente, muito difícil, mas ao final de contas vão ser onze contra onze e no futebol tudo é possível”, declarou.

O jogador dos açorianos desvalorizou ainda a ausência de Ruben Amorim no banco dos ‘leões’, uma vez que o treinador testou positivo à covid-19.

“Penso que não vai ser por aí que o jogo vai ficar mais fácil. O treinador pode não estar no banco, mas com certeza os jogadores sabem o que têm de fazer. Já trabalham juntos há algum tempo, desde o ano passado, a fazer um grande trabalho”, afirmou.

Nené elogiou o trabalho do treinador interino Tiago Sousa e do adjunto Accioly e salientou que os jogadores procuram “abstrair-se de tudo o que se passa à roda” para se concentrarem no “trabalho dentro de campo”.

“Nós olhamos para o Tiago e o Accioly como os nossos líderes do momento. Isso são coisas que cabe à administração decidir se vão chamar outro treinador ou não. Temos é de olhar para o mister Tiago como nosso líder”, afirmou, quando questionado se o plantel sente falta de um treinador.

Tiago Sousa assumiu o comando técnico do Santa Clara de forma interina aquando da saída de Nuno Campos, anunciada em 15 de dezembro. É o terceiro treinador dos açorianos esta época, que começou a temporada com Daniel Ramos.

O Santa Clara soma três vitórias, quatro empates e nove derrotas em 16 jogos no campeonato, sendo 15.º classificado, com 13 pontos, e vai receber o Sporting, segundo com 44, na próxima sexta-feira, às 17:30 locais (18:30 no continente português), no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.