O diretor-geral do Nice, Julien Fournier, reafirmou hoje que o futebolista Yannick Djaló pertence ao Sporting e que o clube português «não tem base jurídica» para poder recusar o regresso do jogador.

«Não quero comentar a decisão do Sporting, mas não tem base jurídica. A decisão final não pertenceu ao Nice, ao Sporting e ao jogador. A situação é clara em termos legais e a FIFA e o Tribunal Arbitral do Desporto confirmaram que o Yannick não é jogador do Nice», afirmou Fournier, em conferência de imprensa.

Na terça-feira, o TAS confirmou a decisão da FIFA de rejeitar a inscrição do português Yannick Djaló no Nice, devido ao facto de os documentos terem entrado na Federação Francesa de Futebol (FFF) alguns minutos depois do fecho do mercado.

«Gostaríamos de ter assinado com o Yannick, mas infelizmente houve uma decisão contrária», lamentou o presidente do Nice, Jean-Pierre River, na mesma conferência de imprensa.

Na quarta-feira, o Nice anunciou o regresso de Yannick Djaló ao Sporting, mas o clube de Alvalade garante que o extremo já não está ligado aos “leões” e que rescindiu contrato na altura da transferência para França.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.