Ontem, sexta-feira, disputou-se o encontro inaugural da jornada 25 da I Liga, na ronda pascoal, mas quem levou as amêndoas foram os bracarenses, que conquistaram os três pontos da vitória e assim continuar na peugada do líder Benfica.

A palavra arraial minhoto adequa-se perfeitamente ao que se assitiu ontem na “pedreira”: Quatro dos cinco golos foram marcados através da marca de grande penalidade (os três do Braga e um do Vitória), quatro atletas vitorianos foram expulsos (três vermelhos directos e um por acumulação de amarelos), seis cartões amarelos (cinco para o Vitória e um para o Braga) e ainda uma grande penalidade que o árbitro Artur Soares Dias assinalou (a favor do Vitória), mas depois de conversar com o juíz assistente anulou.

No final do encontro, Paulo Sérgio não fez a habitual conferência de imprensa de análise ao dérbi. No seu lugar veio o presidente do clube, Emílio Macedo da Silva, para dizer que assistiu “a uma arbitragem vergonhosa” ou “Artur Soares Dias estava deturpado” ou “ vou mandar cortar o braço ao Andrezinho”.

Um encontro mais do que escaldante e um dérbi que ainda vai dar muito por falar. Veja o vídeo com os lances que originaram os quatro penáltis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.