O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, considerou hoje escandalosa a nota atribuída a Duarte Gomes, árbitro do ‘clássico’ com o Benfica na Luz, da 25.ª jornada, onde os ‘dragões’ se sagraram campeões nacionais de futebol.

«É um escândalo que os 15 erros que apresentámos tenham resultado na segunda melhor nota [4 para um máximo de 5] de um campeonato já com 200 jogos», disse o líder dos portistas à partida para a capital da Rússia, onde o FC Porto defrontará quinta-feira o Spartak de Moscovo, na segunda mão dos quartos de final da Liga Europa.

Sem mais comentários ao rol de casos enunciados segunda-feira por Antero Henrique, director geral para o futebol dos ‘dragões’, Pinto da Costa fez o primeiro saldo da época: «O nosso objectivo era ganhar o campeonato, o que já fizemos, juntamente com a Supertaça».

«Esta foi uma época magnífica e subscrevo já se me dissessem que seria assim nos próximos anos», afirmou o presidente portistas, que não deixou ‘cair’ outras metas: «Não estamos obcecados pelas restantes provas, pelas quais continuamos a lutar».

A propósito, recordou as palavras do treinador André Villas-Boas para antecipar o jogo de Moscovo e sublinhou que «não se pode facilitar», lembrando que «o Ajax foi goleado por 4-0 na ronda anterior pelo Spartak de Moscovo».

«Como sabemos que no futebol tudo pode acontecer, queremos vencer o jogo e passar à meia-final», sublinhou.

Pinto da Costa aproveitou para recordar palavras de Jorge Jesus, treinador do Benfica, a aludir ao percurso das equipas nas competições europeias, lembrando que «houve quem anunciasse que queria ganhar a Liga dos Campeões».

Porém, questionado sobre a probabilidade de passarem três equipas às meias finais da Liga Europa (FC Porto, Benfica e Sporting de Braga), e se isso o deixaria satisfeito, respondeu: «Naturalmente».

O presidente do FC Porto fez ainda referência às palavras de Fernando Oliveira, líder do Vitória de Setúbal, que felicitou os ‘dragões’ por não pouparem muitos jogadores na fase final do campeonato: «Só teria que nos felicitar se isso não fosse normal no nosso clube. Temos muito apreço pelo Portimonense [batido por 3-2 pelo FC Porto na 26.ª jornada], mas o futebol é uma coisa muito séria e nós jogamos sempre para ganhar, sabendo que não podemos prejudicar terceiros, sejam eles mais ou menos amigos», concluiu o dirigente.

Com arbitragem do húngaro Viktor Kassai, o FC Porto joga em Moscovo quinta-feira (18h00), no Estádio Luzhniki, a segunda mão dos quartos-de-final da Liga Europa, após vitória por 5-1 na passada quinta-feira, no Estádio do Dragão.

A comitiva ‘azul e branca’ rumou à capital da Rússia hoje de manhã, onde chegará a meio da tarde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.