Nuno Espírito Santo, treinador do Rio Ave, quer quebrar este domingo a tradição dos vila-condenses nunca terem vencido no reduto do Nacional em jogos do principal escalão do futebol português.

O técnico fez hoje a antevisão da partida com a formação insular, da 22.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, garantindo um Rio Ave «otimista e motivado».

«Encaramos todos jogos com motivação e otimismo. Estamos preparados para este desafio. Sabemos que a história e as referências do passado são para se quebrar. Já o fizemos em outros estádios e pode ser um estímulo extra para este jogo», afirmou o treinador.

Ainda assim, Nuno Espírito Santo conta com um adversário «extremamente difícil» e que está ter um «percurso em crescendo no campeonato».

«O Nacional já não perde há um mês, tem uma equipa estabilizada, recheada de bons jogadores e que tem legitimas aspirações de lutar pelos lugares europeus. Será um jogo de extrema dificuldade para nós», analisou o técnico do Rio Ave.

Sem ganhar há três jogos consecutivos (empate com Braga e derrotas com FC Porto e Estoril-Praia), Nuno Espírito Santo garantiu que os anteriores resultados menos positivos devem servir, apenas, como análise.

«Esses jogos serviram de referência para a análise ao nosso comportamento, mas não serviram de referência para a forma como vamos encarar esta partida com o Nacional», garantiu o técnico.

Para esta partida, o treinador do Rio Ave apenas não pode contar com o contributo do lesionado Jeferson. O lateral direito Lionn, que durante a semana esteve em dúvida devido a mazela muscular, recuperou e está disponível para a deslocação ao Funchal.

O Rio Ave, 5.º classificado com 29 pontos, joga domingo no reduto do Nacional da Madeira, 9.º com 26, numa partida agendada para as 16h00, hora de Portugal continental.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.