Nuno Lobo, candidato da Lista B às eleições do FC Porto, não quer participar em debates nos quais não estejam todos os restantes candidatos, nomeadamente Pinto da Costa e José Fernando Rio.

"Como é que a candidatura de Pinto da Costa não quer um debate? Como é que uma candidatura até ao dia de hoje ainda não apresentou qualquer proposta? Onde é que está a democracia? Temos um Porto Canal que não diz quase nada sobre as eleições. Não há ninguém que convide os candidatos José Fernando Rio e Nuno Lobo para debates. Onde está a pluralidade de ideias, a democracia, a liberdade de expressão, o direito a que o mundo do FC Porto nos conheça?", questionou Nuno Lobo, em entrevista ao jornal Record, reforçando as suas propostas de candidatura.

"Primeiro, queremos equilibrar as contas, porque sem equilibramos as contas não vamos a lado nenhum, não podemos investir na equipa de futebol. Segundo, fazer uma aposta muito forte na formação é essencial. Tivemos uma equipa que ganhou a Youth League na época passada, quantos jogadores se aproveitaram? Há a promessa antiga do centro de estágio, da academia, onde é que eles estão?", defendeu.

O candidato da Lista B considera ainda que o clube deveria ter sido declarado campeão após a interrupção do campeonato, devido à pandemia da COVID-19.

"O FC Porto deveria ter feito força, tínhamos de ser declarados campeões nacionais. Não se trata de ganhar na secretaria, porque senão vamos falar nos casos dos túneis, o castigo do Brahimi... O FC Porto está na frente, ganhou cá e lá, daí que deveria ser declarado campeão. Se me pergunra se este campeonato está contaminado e viciado? Claro que está", observou.

Recorde-se que as eleições do FC Porto estão marcadas para os dias 6 e 7 de junho, entre as 10 e as 19 horas, no Dragão Arena.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.