O jogo

"A estratégia era ter um bloco médio/baixo e acelerar depois, fazer um ataque rápido quando ganhássemos a bola. Se não o conseguíssemos, ter posse. Na primeira parte, perdemos muitas bolas, também devido à pressão do Sporting. A ideia era deixa intranquilo o Sporting e criar ocasiões. Tivemos duas situações para fazer golo na primeira parte. O Sporting teve ocasiões, mas a equipa fez uma muralha e retardou o golo do Sporting. Numa altura em que o jogo caminhava para a parte final, podia pender para qualquer lado, numa transição do Sporting, numa falta de equilíbrio nossa, originou-se o golo. O resultado não me deixa agradado, o que fizemos deixa-me extremamente satisfeito. Temos sempre coisas para corrigir, mas hoje levo coisas positivas. A cultura e a identidade do Feirense é disputar os três pontos."

A derrota

"É sempre difícil sofrer a acabar, fica pouco tempo para reagir e tentar empatar. Tenho de salientar a nossa organização. Tirámos espaços, enervámos o Sporting, levámos o jogo para onde a gente o queria. O nosso primeiro remate é só aos 15 minutos mas é à trave, e tivemos o Edinho isolado antes do intervalo. Depois, no fim, fomos penalizados porque não ajustámos muito bem o comportamento defensivo. Temos de levantar a cabeça e pensar no próximo jogo."

O que falhou

"O tempo de paragem vai dar para refletir nos erros que temos cometido, corrigir coisas que não estão tão boas e aumentar o rendimento. Em todos os jogos entramos para somar pontos. Não levámos nenhum daqui hoje, não estamos contentes, mas saímos daqui bem com a atitude que demonstrámos."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.