Nuno Saraiva criticou Luís Filipe Vieira, por o presidente do Benfica ter dito que não sabia que o clube tinha claques. Na sua página na rede social facebook, o diretor de comunicação do Sporting referiu-se ao líder ´encarnado como " musa inspiradora da cartilha da mentira".

"Hoje, sem qualquer espécie de vergonha na cara, veio dizer, a pretexto da possibilidade de interdição do Estádio da Luz por ter sido decretada a nulidade do regulamento interno de segurança, que 'nunca soube que o Benfica tinha claques'", escreveu Nuno Saraiva, que continua.

"Vieira é abundantemente citado num processo-crime de 2009 como tendo intercedido junto dos comandantes da PSP para que a vigilância policial junto das claques No Name Boys e Diabos Vermelhos fosse aliviada e fosse feita vista grossa aos artefactos pirotécnicos para que, e cito, os adversários ´fiquem a conhecer o inferno da Luz`", acusa Nuno Saraiva.

O diretor de comunicação do Sporting dá vários exemplos de possíveis ligações de Luís Filipe Vieira às claques do Benfica.

"Em 2011, acompanhado por Rui Costa, esteve na festa de aniversário da claque No Name Boys, havendo aliás inúmeras fotografias suas ao lado do membro da claque suspeito do assassinato de Marco Ficini em abril de 2017 junto ao Estádio da Luz, ato que, indecorosamente, nunca foi condenado pelo presidente do Benfica. Isto para já não falar desta imagem, entre muitas que existem, de Luís Filipe Vieira com um cachecol dos... No Name Boys", escreveu Nuno Saraiva, mostrando uma fotografia em que o o presidente do Benfica aparece com um cachecol dos No Name ao pescoço.

O presidente do Benfica disse hoje que não sabia que o Benfica tinha claques: "Não sei que palavra é essa. Sei o que são sócios organizados. Nunca soube que o Benfica tinha claques. Se disserem que naquele espaço não estão sócios do Benfica, são facilmente identificáveis. São todos sócios do Benfica e têm as mesmas regalias, os mesmos direitos do que eu", afirmou Luís Filipe Vieira. Uma declaração que teve resposta de Nuno Saraiva.

"Presumo, perante esta afirmação, que todos os sócios do Benfica, sem exceção, beneficiem de preços especiais e mais baratos quando vão ao futebol, que usufruam de financiamento de combustível sempre que queiram deslocar-se para apoiar a sua equipa nos jogos fora de casa e que todos tenham livre acesso ao estádio, antes da abertura de portas, para a colocação de faixas, tarjas e outros artefactos identificados com as claques", escreveu o diretor de comunicação, que termina pedindo as autoridades competentes para fazerem justiça, "doa a quem doer".

"Se não fosse grave, a mentira de Vieira dava para rir. Mas estamos perante um insulto à inteligência das pessoas que só os acéfalos insistem em não querer ver. Esperemos que as autoridades a quem compete fazer cumprir os regulamentos e a lei se mantenham firmes naquele que é o seu papel, doa a quem doer", terminou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.