O diretor de comunicação do Sporting respondeu, nas redes sociais, à entrevista de Pedro Guerra ao semanário Expresso, sublinhando que o antigo colaborador dos encarnados é o "profissional da intriga, da calúnia e do lambebotismo vieirista".

Nuno Saraiva diz que o presidente Luís Filipe Vieira "é o mandante e a cabeça» daquilo que considera ser o «cartel que intoxica e destrói o futebol português".

Leia a mensagem publicada no Facebook na íntegra:

“Depois de ler a entrevista de Pedro Guerra ao Expresso, tenho que confessar que fui assolado por um sentimento de pena, apesar de estar completamente ciente de que pena tem-se dos cães.

Guerra é peça importante da cartilha da luz. É um dos autores e fiéis intérpretes da bíblia caluniosa, difamatória e criminosa que, a cada janela de oportunidade, é servida no palco mediático. Mas é também um pobre coitado, usado e abusado, por quem realmente manda, e que, em absoluto desespero, faz lembrar o trágico ministro da propaganda de Saddam Hussein quando, já com as tropas americanas a chegarem ao centro de Bagdad, continuava a negar todas as evidências da culpa, qual marioneta, em nome da defesa de um chefe cobarde que já não dava a cara pelas suas tropas. Este é o Guerra!

Ele, coitado, diz que não leu os emails com as moradas do Presidente do Sporting CP e da sua família. Só pediu, estas e outras informações, a Pragal Golaço para, depois de as receber, as enviar a Carlos Janela e a Luis Bernardo.

Ele sabia, porque está sempre bem informado, que todos no benfica ansiavam por desejar um Feliz Natal ao Presidente do Sporting e a todos os seus.

Nem vou perder tempo a comentar mais nada, pois já se tornou evidente para todos o que este profissional da intriga, da calúnia e do lambebotismo vieirista, andou a fazer no seu clube.

Mas se Pedro Guerra tem que ser afastado de vez de tudo o que tenha que ver com futebol, é imperioso que ninguém se esqueça que, mesmo sendo ele muito grande, teve sempre por detrás quem lhe pedisse e comandasse tudo o que fazia. Luís Filipe Vieira é o mandante e a cabeça, não sei se o cérebro, deste cartel que intoxica e destrói o futebol português.

Não podemos permitir que se branqueie toda a verdade e que haja agora uns cordeiros que sejam sacrificados para salvação do chefe. Todos têm que pagar pelo que têm andado a fazer. Repito, todos! Dos amestrados até ao "primeiro-ministro".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.