Sem assumir favoritismos totais, Villas Boas, que falava em conferência de imprensa de antevisão ao jogo, deixou claro que a sua equipa “vai entrar obviamente para ganhar”.

O treinador desvalorizou as derrotas do FC Porto nos jogos de preparação, sublinhando que os resultados negativos “não vão pesar” no primeiro jogo oficial dos azuis e brancos. “Os jogos de preparação têm o valor que têm e a preparação dos outros não nos diz respeito”, sentenciou Villas Boas.

“A equipa está forte, está a habituar-se a uma nova forma de jogar, a um novo líder. Mais tarde ou mais cedo, ou já, as coisas vão estar no bom caminho”, declarou o treinador.

Villas Boas garante que a definição da equipa só vai ser tomada depois do treino de amanhã. Em dúvida estão Ruben Michael e Raul Meireles mas o treinador não confirmou se estes dois jogadores vão entrar em campo frente ao Benfica.

A saída de Bruno Alves não vai acarretar “falta de liderança” na equipa, defende André Villas Boas, realçando que o espírito de liderança é inerente ao próprio FC Porto.

André Villas Boas criticou ainda as comparações que têm sido feitas entre ele e José Mourinho: “Desde que cheguei a Portugal não tenho feito outra coisa senão separar-me do José Mourinho”.

Em entrevista recente o Record, José Mourinho criticou a falta de experiência em campo de Villas Boas mas o actual treinador no Porto não pareceu estar muito preocupado com estas críticas. “Não sei quantos jogos ele fez, entre Benfica e Leiria, antes de chegar ao FC Porto. Se não temos os mesmos, ele tem mais 4 ou 5. Não me preocupa essa opinião”, referiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.