Com um passado de sucesso nos escalões de formação leoninos, Daniel Carriço tem este ano a responsabilidade de envergar a braçadeira de capitão da equipa orientada por Paulo Sérgio.

O defesa central admite que as coisas ainda não correm como desejado por todos, mas, em entrevista ao jornal “A Bola”, frisa que é apenas uma questão de tempo até a equipa demonstrar o seu real valor.

“A equipa tem de maturar e quando consolidar processos, a regularidade acabará por surgir. E o Sporting vai ganhar muitas vezes. Em muitos jogos já demonstrámos que as coisas podem correr bem, noutros nem por isso.”

Neste processo, Carriço lembra que o apoio de todos é fundamental e apela à união dentro do clube.

“Penso que temos todos de remar para o mesmo lado e deixar as críticas um pouco de lado e, todos juntos, tentar que o Sporting cresça e se torne cada vez mais forte. Penso que a equipa vai desenvolver novos processos, vai ganhar mais maturidade e, certamente, nos próximos jogos as coisas vão correr melhor.”

A nível pessoal, o capitão do Sporting não esconde o desejo de representar a selecção nacional, e agora que Paulo Bento está à frente da equipa mantém a ambição de ser chamado.

“Penso que qualquer jogador ambiciona chegar à selecção principal e eu não fujo à regra. Desenvolvo o meu trabalho e aguardo pelas decisões de quem de direito.”

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.